quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Quinta do Crasto Vinha da Ponte 2007

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments

Quinta do Crasto Vinha da Ponte 2007

Castas
Vinhas Velhas (mistura de castas)

Idade das vinhas
> 90 anos

Sistematização
Tradicional

Solo / Exposição
Xisto / Nascente-Sul

Denominação de Origem
Douro

Ano
2007

Alcool, vol %
15,5%

Vinificação
As uvas, provenientes da vinha da Ponte, foram cuidadosamente transportadas em caixas de plástico alimentar, e sujeitas a uma rigorosa triagem à entrada da adega. Após uma pisa em lagar tradicional, as massas foram transferidas para uma cuba inox aberta com pisantes automáticos onde fermentaram durante uma semana com temperatura controlada.

Envelhecimento
Em barricas novas de 225 litros de carvalho francês durante 20 meses.

Engarrafamento
Em 19 de Junho de 2009
3.493 garrafas (0,75 Litros)
181 garrafas (1,5 Litros)
30 garrafas (3,0 Litros)

Enólogos
Dominic Morris e Manuel Lobo

Dados Analíticos
Ac. Total: 5,79 gr/L • pH: 3,63 • Ac. Res.: 2,7 gr/L

Notas de Prova

Cor
Opaco, com vibrantes tons de violeta carregado.

Nariz
Excelente profundidade e persistência aromática, com elegantes notas de
flores silvestres, especiarias, suaves tons de chocolate preto, e frutos vermelhos
de grande concentração e frescura. Tudo em perfeita harmonia.

Boca
Inicio com grande potência e elegância. Excelente volume onde se
enquadram taninos muito finos, redondos e persistentes, bem integrados, bem
integrados com vibrantes notas de frutos vermelhos frescos. Tudo em plena
harmonia.
O seu fantástico equilíbrio e persistência final, conferem um elevado
potencial de envelhecimento.


Quinta do Crasto Vinha Maria Teresa 2007

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments

Quinta do Crasto Vinha Maria Teresa 2007

Castas

Vinhas Velhas (mais de 30 Variedades diferentes)

Idade das vinhas
> 90 anos

Sistematização
Tradicional

Solo / Exposição
Xisto / Nascente

Denominação de Origem
Douro

Ano
2007

Alcool, vol %
15%

Vinificação
As uvas, provenientes da vinha Maria Teresa, foram cuidadosamente transportadas
em caixas de plástico alimentar, e sujeitas a uma rigorosa triagem à entrada da
adega. Após uma pisa em lagar tradicional, as massas foram transferidas para
uma cuba inox aberta com pisantes automáticos onde fermentaram durante uma
semana com temperatura controlada.

Envelhecimento
Em barricas novas de 225 litros. 80% carvalho francês e 20% carvalho americano
durante 20 meses.

Engarrafamento
Em Junho de 2009 8.001 garrafas (0,75 Litros)
297 garrafas (1,5 Litros)
30 garrafas (3,0 Litros)

Enólogos
Dominic Morris e Manuel Lobo

Dados Analíticos
Ac. Total: 5,45 gr/L • pH: 3,62 • Ac. Res.: 2,4 gr/L

Notas de Prova

Cor
Violeta profundo, quase opaco.

Nariz
Excelente intensidade e elegância aromática com notas predominantes de
flor de esteva, chocolate preto, pimenta branca, que lhe conferem grande
complexidade, profundidade e persistência.

Boca
Inicio em excelente harmonia. Grande volume, com taninos muito finos e
compactos, tudo em perfeito equilíbrio. Intensas notas de flores silvestres bem
integradas em suaves notas tostadas de cacau. A sua fantástica estrutura e
persistência conferem-lhe um elevado potencial de envelhecimento.


Quinta do Crasto Reserva Vinhas Velhas 2007 Magnum (1,5 ltr)

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments

Quinta do Crasto Reserva Vinhas Velhas 2007 Magnum (1,5 ltr)

Castas
Vinhas Velhas (25 a 30 castas diferentes)

Idade das vinhas
> 70 anos

Sistematização
Vinha tradicional em Socalcos

Solo / Exposição
Xisto / Nascente-Sul

Denominação de Origem
Douro

Ano
2007

Alcool, vol %
14,5%

Vinificação
As uvas, provenientes de Vinhas Velhas, foram transportadas em caixas de
plástico alimentar e sujeitas a uma rigorosa triagem à entrada da adega. Após
um desengace total e um ligeiro esmagamento o mosto foi transferido para cubas
de fermentação em aço inox com temperatura controlada.

Envelhecimento
Quinta do Crasto Reserva Vinhas Velhas 2007 estagiou em barricas de carvalho
françês (85%) e carvalho americano (15%), onde permaneceu cerca de 16 meses.

Engarrafamento
Em Abril de 2009 111.617 garrafas (0,75 Litros)
8.160 garrafas (0,375 Litros)
1.485 garrafas (1,5 Litros)

Enólogos
Dominic Morris e Manuel Lobo

Dados Analíticos
Ac. Total: 5,08 gr/L • pH:3,68 • Ac. Res.: 2,3 gr/L

Notas de Prova

Cor
Ruby intenso.

Nariz
Grande complexidade aromática. Vibrantes notas de frutos silvestres frescos
em sintonia com finas notas de especiaria, lembrando, mirtilos, flor de esteva e
baunilha. Excelente profundidade.

Boca
Ataque muito elegante, evoluindo em grande harmonia para uma estrutura
compacta de taninos muito finos, e bem integrados com notas de frescos frutos
silvetres do Douro. Final longo que confere uma agradável sensação de persistência.
Elevado potencial de envelhecimento.

Compre online: www.estadoliquido.pt / Crasto Vinhas Velhas Magnum

Quinta do Crasto Reserva Vinhas Velhas 2007

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments

Quinta do Crasto Reserva Vinhas Velhas 2007

Castas
Vinhas Velhas (25 a 30 castas diferentes)

Idade das vinhas
> 70 anos

Sistematização
Vinha tradicional em Socalcos

Solo / Exposição
Xisto / Nascente-Sul

Denominação de Origem
Douro

Ano
2007
Alcool, vol %
14,5%

Vinificação
As uvas, provenientes de Vinhas Velhas, foram transportadas em caixas de
plástico alimentar e sujeitas a uma rigorosa triagem à entrada da adega. Após
um desengace total e um ligeiro esmagamento o mosto foi transferido para cubas
de fermentação em aço inox com temperatura controlada.

Envelhecimento
Quinta do Crasto Reserva Vinhas Velhas 2007 estagiou em barricas de carvalho
françês (85%) e carvalho americano (15%), onde permaneceu cerca de 16 meses.

Engarrafamento
Em Abril de 2009 111.617 garrafas (0,75 Litros)
8.160 garrafas (0,375 Litros)
1.485 garrafas (1,5 Litros)

Enólogos
Dominic Morris e Manuel Lobo

Dados Analíticos
Ac. Total: 5,08 gr/L • pH:3,68 • Ac. Res.: 2,3 gr/L

Notas de Prova
Cor
Ruby intenso.

Nariz
Grande complexidade aromática. Vibrantes notas de frutos silvestres frescos
em sintonia com finas notas de especiaria, lembrando, mirtilos, flor de esteva e
baunilha. Excelente profundidade.

Boca
Ataque muito elegante, evoluindo em grande harmonia para uma estrutura
compacta de taninos muito finos, e bem integrados com notas de frescos frutos
silvetres do Douro. Final longo que confere uma agradável sensação de persistência.
Elevado potencial de envelhecimento.

Compre online: www.estadoliquido.pt / Quinta do Crasto Vinhas Velhas

Crasto Tinto

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments

Crasto Tinto 2008

Castas
Tinta Roriz, Tinta Barroca, Touriga Franca e Touriga Nacional

Idade das vinhas
> 20 anos

Sistematização
Patamares; Vinha ao alto

Solo / Exposição
Xisto

Denominação de Origem
Douro


Ano
2008

Álcool
13,5%

Vinificação
As uvas, provenientes de talhões previamente seleccionados, foram transportadas
em caixas de plástico alimentar de 25 Kg e sujeitas a uma rigorosa triagem à
entrada da adega, antes de serem desengaçadas e esmagadas e transferidas
para cubas de fermentação em aço inox onde fermentaram com temperatura
controlada durante um período de 5 a 7 dias.

Envelhecimento
Em cubas de aço inox.

Engarrafamento
Agosto de 2009 361.180 garrafas (0, 75 Litros).

Enólogos
Dominic Morris e Manuel Lobo

Dados Analíticos
Ac. Total: 5,2 gr/L • pH: 3,65 • Ac. Res.: 1,5 gr/L

Notas de Prova
Cor
Violeta intenso

Nariz
Excelente intensidade aromática de frutos silvestres frescos bem integrados
com suaves notas florais.

Boca
Harmonioso, com volume correcto, taninos redondos que lhe conferem
uma estrutura em perfeito equilíbrio. Muito rico em notas de frutos silvestres
frescas que contribuem, para um conjunto, compacto, elegante e de boa persistência.


Crasto Branco 2008

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments

Crasto Branco 2008

Castas
Gouveio, Roupeiro e Rabigato

Idade das vinhas
> 20 anos

Sistematização
Patamares; Vinha ao alto

Solo / Exposição
Xisto

Denominação de Origem
Douro

Ano
2008
Alcool, vol %
12,5%

Vinificação
As uvas, provenientes de talhões previamente seleccionados, foram transportadas
em caixas de plástico alimentar de 25 Kg e sujeitas a uma rigorosa triagem à
entrada da adega. O mosto prensado foi transferido para uma cuba de inox onde
se manteve a uma temperatura de 8° C durante 48 horas até à sua decantação.
Seguidamente decorreu a fermentação alcoólica em cuba de inox com temperaturas
controladas de 15º C durante um período de 45 dias.

Envelhecimento
Em cubas de aço inox.

Engarrafamento
Em Fevereiro de 2009. 41.600 garrafas (0, 75 Litros).

Enólogos
Dominic Morris e Manuel Lobo

Dados Analíticos
Ac. Total: 6,1 gr/L • pH:3,18 • Ac. Res.: 3,5 gr/L

Notas de Prova
Cor
Citrino.

Nariz
Grande frescura e intensidade aromática de notas de fruta citrina, bem
integrada com elegantes notas florais, que conferem uma excelente complexidade
e profundidade.

Nariz
Grande frescura e intensidade aromática de notas de fruta citrina, bem
integrada com elegantes notas florais, que conferem uma excelente complexidade
e profundidade.

Compre online: www.estadoliquido.pt / Crasto Branco

Quinta do Crasto Touriga Nacional

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments

Quinta do Crasto Touriga Nacional

Casta Touriga Nacional
Sistematização Patamares
Idade 26 anos
Exposição Nascente
Solo Xisto
Denominação de Origem Douro
Ano 2006
Graduação Alcoólica 14,5%

Vinificação
As uvas, provenientes do melhor talhão de Touriga Nacional, foram transportadas em caixas de plástico alimentar, e sujeitas a uma rigorosa triagem à entrada da adega. Após uma pisa em lagar tradicional, as massas foram transferidas para uma cuba de aço inox com tampo aberto e pisantes mecânicos onde fermentaram durante 10 dias com temperatura controlada.

Envelhecimento
Quinta do Crasto Touriga Nacional 2006, estagiou em barricas novas
de 225 litros de carvalho francês durante 18 meses.

Engarrafamento
Abril de 2008 5.549 garrafas (0,75 Litros).
150 garrafas (1,5 Litros).
30 garrafas (3,0 Litros).

Notas de prova

Cor:
Opaco, Violeta muito escuro

Nariz:
Excelente tipicidade varietal, com grande concentração,
limpidez e frescura de frutos silvestres, em perfeita harmonia com
suaves notas de violetas que conferem excelente persistência e
complexidade.

Boca:
Ataque poderoso, volume e estrutura intensos, com aroma
retro nasal de frescas notas de frutos silvestres e especiarias. Taninos
elegantes de boa intensidade que lhe conferem uma estrutura
compacta, grande profundidade e persistência.
Devido à sua elevada estrutura e persistência possui todas as
condições para um elevado potencial de envelhecimento.

Enólogos:
Dominic Morris e Manuel Lobo

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Kopke Reserva Tinto 2006

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments

Kopke Reserva Tinto 2006
Vinho DOC | Portugal

Vinificação
Uvas provenientes das vinhas da Quinta de S. Luiz, Sub Região do Cima Corgo situadas entre os 200 e 350 metros de altitude. Desengasse total e esmagamento. Fermentação alcoolica duramte 12 dias em cubas de inox seguida de maceração pelicular durante 30 dias. Estagiou 14 meses em barricas novas de carvalho Françês de 225L.

Notas de Prova
Retinto com uma grande concentração aromatica. Notas de frutos vermelhos, tosta e especiarias, compotas. Potente mas elegnte. Sólido, vigoroso, com taninos persistentes mas redondos. Boca excelente, envolvente, cheia e com um distinto e persistente final.

Recomendações
Ideal para acompanhar carnes vermelhas, carnes de caça e queijos

Vinha Cima Corgo - Quinta S. Luiz
Solo Natureza Xistoso
Altitude 200 a 350 m
Castas Tinta Roriz, Touriga Nacional

Detalhes Técnicos
Teor Alcoólico ( % vol ) 13,5
Acidez Total ( g/L ) 5,75
Açúcares Redutores ( g/L ) 3
pH 3,55

Enólogo
Francisco Gonçalves

Para comprar na loja online: www.estadoliquido.pt / Kopke Reserva Tinto 2006

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Altano Tinto 2007 (Produção Biológica)

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments

ALTANO 2007
QUINTA DOS ASSARES
VINHA DE PRODUÇÃO BIOLÓGICA

ALTANO VINHA DE PRODUÇÃO BIOLÓGICA
A vinha biológica na Quinta dos Assares foi plantada nos finais da década de 1970 e 1980. Estas vinhas têm agora mais de 25 anos de idade tendo atingido um estado de maturação perfeito possibilitando a produção das melhores uvas. Esta vinha tem vindo a ser trabalhada de acordo com os parâmetros da agricultura biológica desde 2002 e 7 hectares obtiveram a certificação completa em 2006. Uma pequena quantidade de Altano tinto foi produzido a partir desta vinha pela primeira vez em 2007.

CONDIÇÕES DA VINDIMA
2007 foi um ano de excelência no Vale do Douro. As condições climáticas, o trabalho dos viticultores e dos enólogos resultaram em excelentes vinhos com um perfil muito característico. A vindima teve lugar entre o dia 13 e 27 de Setembro. As uvas foram colhidas à mão em pequenos tabuleiros de plástico de 20Kg. As uvas biológicas estiveram sempre separadas das uvas de outras parcelas não biológicas, para evitar a contaminação por parte destas. Após colhidas foram cuidadosamente transportadas para a adega da Quinta do Sol.

ORIGEM DAS UVAS
Provenientes da vinha de produção biológica da Quinta de Assares, no Vale da Vilariça, na região nordeste do Douro Superior a cerca de 35 km da fronteira com a Espanha. O clima desta região caracteriza-se pelos extremos, com Verões quentes e secos e Invernos frios e húmidos.

Solo: Xistoso
Altitude: 200-250 metros.
Exposição: Sul, Sudeste.
Idade das vinhas: Mais de 25 anos.

CASTAS
Um lote das castas tradicionais do Douro, tais como a Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Barroca e Tinta Roriz.

VINIFICAÇÃO

Ocorreu no centro de vinificação da família Symington na Quinta do Sol; rigorosa selecção das uvas (triage); desengace total e esmagamento; inoculação com levedura seleccionada; fermentação em cubas de aço inox com maceração prolongada com remontagem à temperatura controlada 25-26ºC.

Comentários do enólogo: “Sinto-me muito afortunado por terem estado condições quase perfeitas para a produção de vinhos muito promissores.” Charles Symington,15 Outubro 2007.


Para comprar, visite a nossa loja online: www.estadoliquido.pt / Altano Tinto

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Concha y Toro Late Harvest 2006

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments


Original do Vale do Maule (Chile), este vinho foi produzido a partir das castas Sauvignon Blanc 85%, Riesling 10% e Gewurztraminer 5%. Apresenta uma cor brilhante amarela, com notas douradas.

O aroma é complexo, destacando notas de mel, papaia e pêssego. Na boca é um vinho fresco, concentrado e persistente.

Acompanha bem sobremesas e frutas.

Akyles Tinto 2006

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments


Akyles 2006 Espanha - Priorato. Castas 18% Garnacha Peluda, 42% Garnacha tinta, 25% Cariñena, 15% Cabernet Sauvignon. Nariz atractivo e elegante com certos toques de amora e frutas negras. Na boca, a entrada é suave e gulosa mostrando um bom equilíbrio, sedoso e persistente, muito suave e fácil de beber.

Devido à sua estrutura equilibrada, este é um vinho para todas as estações, que combina bem com uma infinidade de pratos, sejam carne, peixe o queijos. Deve ser servido a 16ºC embora no verão possa muito bem beber-se a 14ºC.

Para Comprar: www.estadoliquido.pt / Akyles

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Barca Velha 2000

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments


O Vinho
BARCA VELHA é a epítome, o primeiro, símbolo inquestionável da mais alta qualidade dos vinhos do Douro. Clássico, intenso, complexo, elegante e rico, os adjectivos são poucos para descrever aquele que é, desde a sua criação em 1952, o vinho português mais celebrado. BARCA VELHA é a base sobre a qual se formou a reputação da Casa Ferreirinha, a marca especialista com maior tradição de qualidade no Douro e uma das suas principais referências mundiais. BARCA VELHA é declarado somente em anos verdadeiramente excepcionais (16 no total, incl.2000).

Notas de Prova
BARCA VELHA 2000 tem uma intensa cor ruby e um aroma de grande exuberância e complexidade, com forte presença de frutos vermelhos bem maduros como a ameixa, framboesa, e uma excelente componente de especiarias, nomeadamente noz, cravinho e canela. Encontram-se também aromas balsâmicos, a caixa de tabaco e ligeiramente mentolado, harmoniosamente conjugados com madeira de excelente qualidade.

Na boca apresenta uma excelente estrutura e equilíbrio, boa acidez e taninos firmes, de grande qualidade. Reconhecem-se já os aromas terciários de envelhecimento em garrafa, bem conjugados com os aromas primários da fruta e secundários da fermentação, que contribuem para um final longo e harmonioso.

Sugestões de Consumo
Vinho misterioso e cheio de emoções, BaBARCA VELHA convida à selecção de um ambiente discreto e requintado, assim como a escolha da companhia com quem será partilhado este ritual revelador. Saborear um BARCA VELHA exige uma preparação cuidada de acordo com a exigência do momento. Idealmente, a garrafa deverá ser colocada \"ao alto\" na véspera e aberta 2 a 3 horas antes de ser servida.

Com tantos anos de garrafa, o vinho deverá ser cuidadosamente decantado para separar o seu sedimento natural. Depois, sugere-se que seja saboreado com calma, acompanhado por pratos mais cuidados de carne, caça e mesmo alguns queijos, com sabores requintados e bem integrados. Idealmente deve ser servido à temperatura de 17º-18º.

Castas
BARCA VELHA é, desde a sua criação, elaborado com uvas seleccionadas no Douro Superior, a diferentes altitudes. As castas escolhidas são as Touriga Franca, Touriga Nacional, Tinta Roriz e Tinto Cão, provenientes da Quinta da Leda e de outras vinhas situadas a altitudes mais elevadas, obtendo assim o equilíbrio natural e mantendo o estilo e selecção de qualidade que há décadas criou este vinho único.

Vindima e Vinificação
Originalmente vinificado pela Casa Ferreirinha na adega do Meão no Douro Superior, BARCA VELHA é actualmente vinificado na adega da Quinta da Leda, equipada com os mais recentes sistemas de vinificação. Para o lote desta colheita foram seleccionadas uvas da Quinta da Leda, que predominam, e de zonas altas da Sub Região do Douro Superior. Estas uvas foram vinificadas por castas separadas ou em lotes escolhidos na vinha e/ou à recepção na adega.

Após suave esmagamento e desengace total, as uvas esmagadas foram encaminhadas para as cubas de inox e/ou lagares com robots, onde se processou a maceração e a fermentação alcoólica. Durante este período, procedeu-se a intensas remontagens por bomba e \"pigeages\" com robots, com temperatura controlada por sistema automático.

Realizou-se uma longa maceração para se obter a extracção aromática e polifenólica desejada. Com esta tecnologia pretende-se que os constituintes de qualidade presentes nas películas das uvas muito maduras passem assim suavemente para o vinho. No final, e no momento \"exigido\" por cada casta/lote, o vinho foi encubado e as suas massas prensadas, sendo o vinho resultante da prensagem conservado à parte do de lágrima.

Maturação e Estágio
Os vinhos que, nesta fase, potencialmente dão origem a BARCA VELHA, foram transportadodos para Vila Nova de Gaia logo após o final da maceração, onde depois das fermentações de acabamento foram submetidos a \"elevage\" ou maturação durante cerca de um ano a ano e meio (dependendo do lote e da casta em causa) em vasilhas de madeira de carvalho Francês, com 225 litros de capacidade.

O lote final foi elaborado com base na selecção continuada dos melhores vinhos, resultante das inúmeras provas e análises efectuadas durante este período aos diferentes lotes e barricas existentes. Nesta selecção organoléptica rigorosa, norteada pelos tradicionais princípios da Casa Ferreirinha, reside o verdadeiro \"segredo\" do BARCA VELHA. Para preservar a sua mais alta qualidade, Barca Velha é engarrafado sem tratamento sendo natural a formação de depósitos. Apesar de pronto a consumir no momento da sua apresentação, BARCA VELHA 2000 tem um longo potencial de guarda e evolui positivamente em garrafa que deverá ser mantida deitada.

O apogeu? Talvez 15-20 anos após colheita, prevendo-se contudo que se mantenha «vivo» por um período até hoje indeterminado.

Esporão Private Selection 2008

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments


Esporão Private Selection Branco é um vinho com aspecto cristalino, cor de palha. Notas subtis da tosta da madeira de carvalho confundidas na concentração de goiaba, papaia e manga. Vinho complexo e encorpado, cheio, cremoso, com bom equilíbrio e persistência na boca.

Acompanha desde sopa de peixe até pratos de caril fazendo sobressair o gosto exótico das especiarias, tornando a refeição uma fusão de exuberantes sabores.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Ponte das Canas 2006 Tinto

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments


Ponte das Canas Mouchão 2006 Tinto tem muita cor e aroma intenso, onde o fumado da madeira marca ainda presença notória, mas onde se descobrem também bagas silvestres muito maduras, compotas, sugestões florais elegantes.


É um vinho de estrutura sólida mas suave, encorpado, com taninos redondos e gordos, fruta madura, e final pontuado por notas fumadas, sugestões vegetais e fresca acidez.



Para comprar: www.estadoliquido.pt / Ponte das Canas

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Poliphonia 2007 Reserva Tinto

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments



Poliphonia Reserva Tinto 2007 apresenta fruta vermelha madura, ligeiro balsâmico e baunilha no aroma. Na boca continua frutado, fresco e elegante, muito equilibrado, com a madeira bem integrada no conjunto. Termina especiado e persistente.

Para comprar: www.estadoliquido.pt / Poliphonia

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Compre na sua garrafeira - O transporte é gratuito

BY Estado Liquido - Wines & Spirits No comments

Em todas as encomendas superiores a 50€ para Portugal Continental, o transporte é gratuito.

Já se encontra registado no nosso site?
Já recebe a nossa newsletter com as melhores ofertas do mercado?

Registe-se já em www.estadoliquido.pt

Malhadinha 2007 Tinto

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments


Malhadinha Tinto é muito atractivo de aroma, com sugestões de cacau, frutos do bosque, fumo, discretas resinas e balsâmicos. Bem encorpado na boca, quase licorado, bastante maduro e suave os 15% de álcool ajudam..., sedoso e envolvente, com final onde ressalta a madurez do fruto.

Um tinto muito volumoso, redondo e polido, mas que necessita uma temperatura de serviço adequada 15 ou 16ºC para que não resulte pesado.

Para comprar: www.estadoliquido.pt / Malhadinha 2007 Tinto

Ermelinda Freitas Syrah 2007

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments


Descrição:
VINIFICAÇÃO Fermentação em cubas-lagares de inox com temperatura controlada, e maceração pelicular prolongada. Estágio de 8 meses em meias pipas de carvalho Americano e francês.


Opinião sobre o produto:
Vinho de cor granada, concentrado. Aroma confitado a lembrar fruta preta muito madura, alguma especiaria, com toque balsâmico da casta. Na boca é muito cheio, aveludado com taninos presentes muito bem integrados. Final longo e persistente. Recomendado.

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Taylor's e Fonseca entre as marcas mais fortes no mundo

BY Estado Liquido - Wines & Spirits No comments


Como um dos distribuidores a nível nacional destes excelentes produtos, é com agrado que recebemos e partilhamos esta boa noticia.

"Duas marcas de vinho do Porto – Taylor's e Fonseca – foram escolhidas entre as cem mais fortes do mundo, um ranking elaborado anualmente pelo site inglês de comércio de vinhos Liv-ex. Na listagem publicada em Dezembro o topo da listagem é dominado pelos vinhos de Bordéus.

O vinho português mais famoso a nível mundial perdeu um representante nesta lista – a marca Graham ocupou o 88º lugar no ranking 2008 – mas as marcas que se mantiveram subiram várias posições: a Taylor's passou do lugar 72 para o 48º, a Fonseca do 83º para o 66º posto.

Esta listagem é elaborada com base em cinco critérios: “o volume de negócios gerado; a pontuação média atribuída por Robert Parker [crítico norte-americano]; o preço médio; a performance do preço registada durante um ano e a produção ponderada”, explica um comunicado publicado no site do Instituto do Vinho e da Vinha.

A Taylor's produz vinho do Porto há mais de 300 anos, na Região Demarcada do Douro, e é uma marca distribuída em 54 países espalhados por todo o mundo.

A Fonseca Guimaraens, fundada em 1822 com a aquisição da empresa Fonseca & Monteiro por Manoel Pedro Guimaraens, ocupa uma posição líder como produtor de vinhos do porto envelhecidos em casco e é uma das principais casas de vinho do porto vintage.

in DNeconomia

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Sangre de Toro 2006

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments


Sangre de Toro 2006 (Espanha-Catalunya). Castas Garnacha e Cariñena Vinificação 2 semanas de maceração, Fermentação durante 1 semana em depósitos de aço inoxidável com controlo de temperatura entre os 28º e os 30º C Estágio 6 meses em barricas de carvalho americano e francês. Cor Rubi com reflexos ocre, aromas mediterrâneos ricos e complexos com notas intensas de especiarias e amoras silvestres. No paladar taninos aveludados, que deixam na boca elegantes notas de alcaçuz e pequenos frutos do bosque (uvas-do-monte e groselhas).

Bem conservado melhorará nos próximos 5-8 anos.

Para comprar: www.estadoliquido.pt / Sangre de Toro Tinto

Trapiche Malbec 2007 Tinto

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments


Trapiche Malbec Oak Cask. Cor rubi bonita e intensa com laivos violeta. Doce aroma a amoras e ameixa com notas elegantes de baunilha. Tem uma textura aveludada e doce. Final longo e agradável. Um bom vinho da Argentina – (Mendonza).

Acompanha queijos, carnes vermelhas e assados típicos. Deve ser servido a 16 - 18ºC

Para comprar: www.estadoliquido.pt / Trapiche Malbec

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Altas Quintas Reserva 2005 Tinto

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments

Altas Quintas Reserva Tinto apresenta as melhores uvas de Trincadeira e Alicante Bouschet, castas de elevado potencial de “guarda”, são cuidadosamente vinificadas em lagar e depois estagiadas em barricas novas de carvalho francês e posteriormente em garrafa, para se obter um perfil de excepção onde os aromas varietais e as notas da madeira se mesclam de forma perfeita.

No seu conjunto, este é um vinho desenhado para os prazeres mais requintados.

Para comprar: www.estadoliquido.pt / Altas Quintas Reserva Tinto 2005

Altas Quintas Tinto

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments


Aragonez, Trincadeira, Alfrocheiro, Cabernet Sauvignon e Alicante Bouschet são as castas que, dependendo dos anos, podem entrar no Altas Quintas Colheita. Cuidadosamente seleccionadas dos melhores talhões da vinha e posteriormente estagiadas em barricas escolhidas nas melhores tanoarias, permitem um conjunto de aromas e sabores de prazer que mostram de forma intensa os 600 metros de altitude das vinhas e se constituíram como flagship da adega.

Para comprar: www.estadoliquido.pt / Altas Quintas Tinto

Corpus Tinto 2007

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments


Corpus Tinto de 2007 é muito concentrado na cor, fechado nos aromas mas com evidente presença da madeira nova, tem um estilo moderno onde todos os elementos se conjugam para um perfil de vinho de guarda, que irá abrir com o tempo de garrafa.

Na boca é encorpado e mostra também uma elegância muito apetecível. Conjunto bastante interessante. Vivamente recomendado.

Para comprar: www.estadoliquido.pt / Corpus Tinto 2007

Curva Reserva Tinto

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments


Castas touriga nacional, touriga franca e tinta barroca provenientes da Quinta do Arnozelo. Metade do lote estagiou em barricas de carvalho francês e a outra metade em cubas de inox. Com um bom volume na boca e acidez em equilibrio, este bom vinho acompanha idealmente queijos e pratos de caça.

Para comprar: www.estadoliquido.pt / Curva Reserva

Curva Tinto

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments


O Curva surge como uma singela homenagem ao território duriense que se perde na sua infindável paisagem sinuosa desenhada pela própria Natureza. De cor vermelha, possui um aroma frutado e floral. Na boca é aveludado, frutado e ligeiramente encorpado e com um fim de boca médio.

Para comprar: www.estadoliquido.pt / Curva Tinto