quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Johnnie Walker "Blue Label" King George V

BY Estado Liquido - Wines & Spirits No comments

Um presente pródigo reservado só para alguns, Johnnie Walker Blue Label King George Edition celebra a primeira Autorização Real concedida a John Walker e Filhos, Ldt. para fornecer o uísque escocês à Casa Real Britânica em 1934, um reconhecimento da qualidade e a apelação do uísque. Esta bebida selecta é feita de uísques raros, produzidos só em destilarias que funcionaram durante o reino do Rei George V, inclusive vários que já não existem. É apresentado num decanter único de cristal, acompanhado por um certificado de autenticidade, individualmente numerado.

Nariz: aroma inicial profundo, seguido de doces, frutas frescas (maçãs, pêras, bananas), características de malte; desenvolvimento em frutos secos ricos / picante complexidade (passas, figos, canela).

Paladar: Suave, com uma doçura, rico frutado. Aquecimento com sabores sutis de sândalo e fumo.

Esporao " 1º Prémio Confraria Enófilos " 2007

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments

Castas: Alicante Bouschet, Touriga Nacional, Touriga Franca e Syrah - Estágio: barricas de carvalho americano durante 6 meses - 15% Vol.
Tonalidade ruby escuro de concentração média/alta. Nariz de boa intensidade, mostra-se fresco e ao mesmo tempo dá sinais de uma madeira ainda a caminho do completo entrosamento com o restante conjunto. É com frutos pretos e alguns vermelhos (mirtilo, amora, cereja) bem frescos e sumarentos que somos brindados inicialmente, um aroma frutado que não cai naquela toada morna que tantas vezes enjoamos, aqui encontra-se fruta fresca de qualidade, com toque de ligeira compota. A madeira contribui como trave mestra de todo o conjunto, toque balsâmico, baunilha, especiaria (pimenta preta, cravinho), folha seca de tabaco, um ou outro apontamento de tosta , a deixarem revelar desde já um bouquet com alguma riqueza em detalhes que com mais tempo pela frente se irá compor. Indica que ainda deve/pode permanecer em garrafa por mais uns tempos/anos.

A Herdade Esporão convidou a artista plástica Ana Jotta para criar uma obra exclusiva que desse corpo a este vinho premiado. Os desenhos de Ana Jotta, feitos a carvão, foram inspirados nos primeiros rótulos da marca Esporão, tendo sido recriadas duas situações humorísticas em torno do vinho. Foram criadas duas edições exclusivas, de 3000 garrafas cada.



quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

C.A.R.M. "Reserva" Douro - Tinto 2008

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments


Das vinhas da CARM em Almendra, Douro superior, foram seleccionadas uvas das castas Touriga Nacional, Tinta Roriz, Touriga Franca e Tinta Francisca cuja combinação com o "terroir", vinificação e o estágio de 18 meses em barricas usadas de carvalho Francês e americano deu origem a este vinho.

Vermelho opaco de grande intensidade aromática, muito fresco e complexo. Aromas vibrantes de frutos silvestres, notas florais e "liquorice". Na boca é encorpado, fresco, frutado com final muito longo.

Para comprar:

Crasto "Superior" Tinto 2008

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments


As uvas, provenientes maioritariamente da nossa Quinta da Cabeceira - Douro Superior, foram transportadas em caixas de plástico alimentar e sujeitas a uma rigorosa triagem à entrada da adega. Após um desengrace total e um ligeiro esmagamento o mostro foi transferido para cubas de fermentação em aço inox com temperatura controlada.

Cor: Rubi intenso, com tons de violeta vibrante.

Nariz: Excelente intensidade aromática com notas frescas de frutos silvestres e cacau.

Boca: Ataque fresco, evoluindo em grande harmonia, para um volume compacto composto de taninos maduros e firmes. Boa sensação de frescura aromática com notas de excelente complexidade entre frutos silvestres do Douro, esteva e cacau, que proporcionam ao final agradável e de excelente persistência.

Altamente Recomendado!

Para comprar:

Taylors "Scion" 155 anos - Cristal c/ estojo

BY Estado Liquido - Wines & Spirits 1 comment


Taylor’s SCION é um Vinho do Porto pré-filoxérico produzido em meados do século XIX, que, após 155 anos de envelhecimento em casco, está em perfeitas condições.

Foi em 2008 que David Guimaraens, enólogo da Taylor’s, provou este vinho que repousava num armazém de uma família do Douro que o mantinha como reserva privada, com a excepção de um casco que dizem ter sido adquirido por Winston Churchill.

Em 2009, a Taylor’s adquiriu amostras de dois cascos e constatou que as quinze décadas de envelhecimento em madeira tinham-no concentrado e conferido uma “complexidade mágica”.

“A Taylor’s reconheceu de imediato a qualidade absolutamente notável deste vinho e a sua importância histórica pelo que decidiu não o lotar, mas lançá-lo como um vinho de colecção,” refere Adrian Bridge, director-geral da Taylor’s. “No vinho, como em outros campos de actividade, é uma vantagem reconhecer o sucesso de outros, bem como o é alcançá-lo,” acrescentou.
Notas de Prova: De cor mogno profundo apresenta uma auréola âmbar pálida com subtis reflexos azeitona. O vinho envolve o nariz com uma sublime e arrebatadora fusão de opulentos e sedutores aromas. Intenso perfume de melaço e figo envolvido por complexas notas de café torrado, folha de charuto, pimenta preta e cedro combinadas num arrebatador mas discreto odor de madeira de carvalho.

Concentrado a uma quinta-essência mágica, o vinho envolve o palato com opulentos e deliciosos sabores, entrelaçados com uma acidez vibrante. Ricos e suaves sabores de uma intensidade surpreendente persistem num fim de boca interminável.

Porquê o nome SCION: A palavra Scion tem dois significados: o descendente ou herdeiro de uma família nobre e garfo de uma planta, especialmente utilizado para a enxertia.

(informação enviada pela Taylor´s)

Para comprar: