sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Presentes de Natal

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments



Quase a chegar o Natal e voltam as dúvidas sobre o que comprar para presentear os amigos e familiares. Todos temos amigos e família longe geograficamente e por várias razões apenas ficamos com a possibilidade de fazer um telefonema para desejar as boas festas. A pensar nestas situações, colocamos a oportunidade de poder presentear quem você desejar de uma forma simples e segura. 

Escolha o presente pretendido na nossa loja online, receba a factura em sua casa e nos entregamos apenas os produtos aos seus familiares e amigos, independentemente do local onde estejam (em qualquer lugar do mundo).

Surpreenda este ano...

 

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Croft Vintage 2011 ocupa o 13º lugar do TOP 100 da Wine Spectator

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN , , No comments

Há mais um Porto Vintage 2011 a conquistar a crítica internacional. Desta vez é o Croft Vintage 2011, que mereceu 97 pontos pela norte-americana “Wine Spectator”, por muitos considerada a bíblia do mundo do vinho. Reforça assim o reconhecimento  e excelência deste vinho, depois de lhe ter atribuído recentemente 97 pontos (0-100), a pontuação mais alta de sempre dos Vintages da Croft.
Apresenta um enorme potencial de envelhecimento, sendo uma valiosa adição para qualquer garrafeira.
“Efusivamente suculento, rico e concentrado, revelando em plenitude os sabores da amora silvestre, groselha e ameixa. Notas de chocolate e laranja perduram num final exótico e preenchido de mocca”, assim o descreveu o provador Kim Marcus.
2011 foi um ano vitícola quase perfeito no vale do Douro tendo culminado numa extraordinária vindima com a produção de vinhos de qualidade excepcional


Aprender a degustar um vinho

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN , , , No comments



A degustação, também denominada de exame organoléptico ou prova sensorial, é onde temos a oportunidade descobrir o que o vinho nos faz sentir. Na prova, estão envolvidos quase todos os nossos sentidos. Quase todos, porque somente o tato não é necessário, todos os outros são. Assim sendo, visão, olfato e paladar, são ferramentas necessárias para podermos fazer uma correta análise ao nosso vinho.

Para provar devidamente, deve utilizar-se um copo de vidro fino e incolor, de pé alto, pelo qual se deve segurar, pois evita o aquecimento do vinho nas mãos, e torna possível a sua visualização. O corpo deve ser longo, com boca mais estreita, para que os aromas possam ser concentrados e devidamente apreciados.

Quanto à temperatura, deve servir-se à temperatura recomendada no contra-rótulo da garrafa, ou, caso não se faça nenhuma referência, entre os 16º e os 18º, se for um tinto e os 9º e os 12º, se for um branco.

Fase visual
A visão, é o primeiro dos sentidos. Ao termos um vinho no copo, devemos cuidadosamente observar a cor, limpidez, brilho e intensidade. No caso de um vinho espumante, deve notar-se também, o tamanho das bolhas e a persistência do seu cordão, após o desaparecimento da espuma inicial.

Sendo a cor um dos parâmetros de caracterização de um vinho, não se pode definir uma cor padrão. Cada casta tem as suas características próprias, e a cor depende de vários fatores, como por exemplo o envelhecimento, em que os tintos passam das tonalidades púrpura (nos vinhos novos) para os atijolados (vinhos com envelhecimento); nos brancos, o envelhecimento provoca a mudança da cor amarelo palha (vinhos jovens) para dourado (vinhos envelhecidos).

Fase olfativa
O segundo parâmetro a ter em conta é o olfato.
Inicia-se quando se cheira o copo, e acaba por via retronasal, quando o vinho já está no palato.
Num vinho, existem aromas que se perdem mais facilmente que outros. Nesta fase, podem detectar-se logo alguns defeitos do vinho (rolha, mofo, vinagre, entre outros), ou descobrir a sua complexidade aromática. O leque de aromas é vastíssimo e a sua descoberta dependerá sempre da memória olfativa de quem prova, e do seu treino.

Assim sendo, é importante captar os primeiros aromas e isso consegue-se com a aproximação do nariz ao copo, inalando os aromas vigorosamente, sem agitar o copo. Depois de captar os primeiros aromas, aí sim agita-se o copo para sentir os restantes.

Nos vinhos, existem 3 tipos de aromas:
Primários – São os aromas provenientes da uva.
Secundários – São os aromas resultantes da fermentação. Nos vinhos brancos geralmente lembram frutas frescas (maçã, pêssego, abacaxi, maracujá, pera) e às vezes aromas mais complexos (mel, hortelã, menta, etc.). Nos vinhos tintos são aromas de frutas vermelhas (cereja, amora, frutos silvestres) de frutas secas (ameixa, nozes, amêndoa), especiarias (pimenta, canela, baunilha).
Terciários – São os aromas provenientes do envelhecimento do vinho. Aromas animais (couro, suor), aromas de madeira (baunilha, serradura).

Fase gustativa
Por fim, o paladar é o terceiro e último sentido a ser utilizado.
Esta fase inicia-se com a primeira impressão que o vinho causa ao beber-se (o ataque) e dura até à apreciação do seu conjunto de sabores, do corpo e textura. Após termos cheirado um vinho, vamos então prová-lo, com um gole generoso, para que possamos sentir o vinho a percorrer toda a boca.
É importante que o façamos, porque as papilas gustativas que nos dão a sensação dos diferentes sabores (doce, salgado, amargo e ácido) estão situadas em locais diferentes da língua.

Doce – Sentido na extremidade da língua.
Ácido – Sentido nas laterais da língua.
Amargo – Sentido na região posterior da língua
Salgado – Normalmente não se sente pois são mascarados pela acidez.
A última parte da prova, consiste em fazer o cruzamento da informação obtida pelo nariz (olfato) e pela boca (paladar). A este cruzamento dá-se o nome de aroma retronasal.

E o que é este aroma retronasal?
É tão-somente o sabor que fica na boca, quando expiramos pelo nariz (quando ainda temos o vinho na boca, ou quando o acabámos de engolir). Após ser engolido (ou cuspido) o vinho deve deixar um conjunto de sensações, devendo apreciar-se a sua persistência, os sabores, os aromas retronasais e o final de boca.
A prova conclui-se quando conseguimos caracterizar o vinho segundo os três parâmetros: Cor, Aroma e Sabor, levando-nos a concluir a maior ou menor originalidade de um vinho, o seu equilíbrio, harmonia, tipicidade, etc.

in: provadovinho/wikipedia/wset

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Um brinde para todos

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments

Há duas versões para a origem da palavra brinde. Para alguns, viria da cidade italiana de Brindisi, às margens do Adriático, na região da Puglia. Ali, depois de uma ceia que culminava com ruidosos votos de boa sorte, os jovens aristocratas romanos embarcavam para a Grécia, a fim de aperfeiçoar a educação. Outros sustentam que deriva do espanhol brindis, variação do alemão bring dir’s (levo-o a você) assimilado dos lansqueneses, soldados mercenários dos séculos 15 e 16, originários do Sacro Império Romano. Os ingleses falam toast. Na época em que adotaram esse nome, praticavam o ritual com um copo que passava de mão em mão. No fundo dele havia uma toast (torrada). Cabia ao último bebedor.

No século 19, firmou-se o costume de brindar usando copos separados, embora casais
apaixonados até hoje se saúdem à moda antiga. A seguir, adotou-se o tchintchin, que apesar de imitar o ruído produzido pelos copos, muitos sustentam ter origem na China. Chin, naquele país, significa felicidade; chinchin, muita felicidade. Antes ou depois de bater os copos, pronuncia-se uma palavra exaltativa. Os brasileiros e portugueses desejam saúde. Acontece o mesmo com os italianos (salute), franceses (santé), espanhóis (salud), gregos (steniyasas), alemães (prosit) e holandeses (proost). Os russos preferem dizer felicidade (za zdorov).

Agora que sabe a origem da palavra, só tem de escolher o seu vinho na nossa loja e brindar.

Gosta de brindar com que bebida?
Quero brindar com Vinhos
Quero brindar com Champagne
Quero brindar com Espumante
Quero brindar com Vinhos do Porto
Quero brindar com Aguardente
Quero brindar com Gins

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Saber mais sobre os gins haymans

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN , No comments



150 anos de história

As origens de Hayman´s remontam a 1863 quando James Burrough, estudante de química comprou uma destilaria de gin. Lanços no mercado o gin Beefeater na década de 60 do mesmo século, tendo esta sido considerada uma das 60 bebidas medicinais. Este gin era um elemento chave durante a primeira era dos cocktails em 1880.

A companhia começos a exportar no inicio do século 18. Depois da segunda grande guerra a empresa foi reestruturada sob a direção de Neville Hayman e em 1971, 2 milhões de caixas eram vendidas para 166 países.

Em 1987 a James Burrough PLC foi comprada pela empresa inglesa Whitbread PLC. A família Hayman está na 5ª geração da tradição de destilar gin, sendo este o mais longo percurso de uma família em inglaterra na destilação de gin.

A filosofia de Cristopher Hayman
- Hayman´s London Gin é o culminar de 40 anos de esperiência de Cristopher Hayman na destilação de gin.
- Hayman´s reflete a crença de Cristopher Hayman de que o estilo tradicional é o que melhor incorpora o espírito do London Dry Gin.
- Os elementos e o método de destilação influenciam o carácter do gin.
- Cristopher Hayman acredita que o consistente equilíbrio do zimbro, do coentro, da pele de laranja e do limão são vitais na manufactura do estilo clássico de London Dry Gin.

4 Notas primárias
Zimbro; Terra/Raizes; Picante/Especiaria; Citricos

Frente - Notas doces, floral, noz moscada e amêndoas.
Acidez - Citricos
Laterais - Especiarias e coentro
Fundo - Amargura e notas secas de angélica e raízes


1850 Perfect Serve:       Sloe Perfect Serve       London Dry Perfect Serve  Old Tom Perfect Serve
Limão                             Laranja                            Limão                                 Lima
Água tónica premium     Água tónica premium    Água tónica premium          Água tónica premium


                                                                          

terça-feira, 19 de novembro de 2013

The Yeatman, o "Melhor Hotel Vínico"

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments

O The Yeatman, hotel vínico de luxo da cidade do Porto, foi o grande vencedor da categoria de “Alojamento”, nos prémios internacionais de enoturismo “Best of Wine Tourism 2014”, promovidos pela organização “Great Wine Capitals”, rede que integra as “capitais” das principais regiões vínicas do mundo.

O hotel conquistou a medalha “Global Winner”, trazendo para o Porto o ambicionado prémio. Para Miguel Velez, diretor do The Yeatman, “Estes prémios reconhecem as melhores ofertas de enoturismo das mais prestigiadas regiões vínicas do mundo, entre as quais Napa Valley, na Califórnia, Bordéus, em França, ou a Cidade do Cabo, na África do Sul. É uma honra trazer esta prestigiada distinção para o The Yeatman e para o Porto, reforçando a atenção internacional em torno do destino.”

A organização dos prémios descreve o The Yeatman como sendo um “hotel vínico de luxo com uma garrafeira premiada e um restaurante com Estrela Michelin reconhecido pela interpretação moderna da cozinha tradicional portuguesa". Enquanto embaixador dos vinhos portugueses, o The Yeatman oferece uma várias experiências: desde a decoração, à gastronomia, bar, spa, e até ao próprio enquadramento paisagístico, que proporciona uma vista panorâmica sobre a cidade do Porto e o rio Douro. Os prémios “Best of Wine Tourism” premeiam a excelência e inovação da oferta de enoturismo em sete categorias. A concurso estiveram mais de 350 candidatos das várias regiões vinícolas integradas na rede: Porto (Portugal), Rioja (Espanha), Bordeaux (França), Cidade do Cabo (África do Sul), South Island (Nova Zelândia), Tuscânia (Itália), Rheinhessen (Alemanha), Mendoza (Argentina) e Napa Valley (Califórnia).

Muitos parabéns...

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Fábio Alves é o Bulldog Bartender of the Year 2013

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN , No comments

Fábio Alves, 27 anos, é o vencedor do Portuguese Bulldog Bartender of the Year 2013. O jovem barman vai ter a oportunidade única de conhecer Nova Iorque com Anshuman Vohra, CEO da Bulldog Gin. A final mundial será em 2014. «Quando me inscrevi neste concurso, sabia que a concorrência ia ser renhida e que chegar à final seria um enorme desafio. Ter sido eleito o Bulldog Bartender of the Year é um enorme orgulho e sem dúvida um impulso único na minha carreira profissional”, afirma Fábio Alves.

Os nossos parabéns e votos de sucesso na grande final mundial. 

Para quem ainda não teve o prazer de conhecer este Gin maravilhoso, pode encomendar na nossa loja online

Bulldog Gin, recomendado...



quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Preparar um Gin tónico Nordés

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments

Nordés Gin é um gin inovador, feito a partir de vinho destilado Alvarinho, 15 ervas de Galiza e algas das costa Atlântica que dá um forte sabor ao Gin Nordés. O sabor do Gin Nordés é diferente de qualquer outro gin, é fruto de dois anos de pesquisa e da união de vários empresários sob a assinatura galego Atlântico Espíritos Galiza que pretendem lançar Gin Nordés para o mercado global. A garrafa tem um design caracteristico, no qual a Galiza destaca-se no mapa do mundo, com fundo branco e uma bússola, reforçando o seu aspecto ligado ao mar.



Produtos utilizados:
                                                    

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Preparar um gin como um profissional - Kit de acessórios para fazer um gin tónico

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments

Como sabemos que nem sempre é fácil encontrar os acessórios indicados para preparar um bom gin tónico, disponibilizamos um kit com o essencial para si. 

Kit de acessórios para fazer um gin tónico como um profissional. Este Kit é composto por um copo de gin, um doseador 2.5cl/5cl, um filtro 4 orelhas e uma colher misturadora. Com este kit, apenas tem de escolher o seu gin de preferência ou um que não tenha degustado para novas experiências, entre uma enorme variedade disponível na nossa loja e depois nos contar como correu. Para complementar não se esqueça de ter uma boa água tónica e as especiarias indicadas.

Um kit indicado para todos os apreciadores... 

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Curso de Iniciação à Prova de Vinho

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments



Sempre pretendeu saber mais sobre como provar um vinho?

Este curso decorre na Associação dos Escanções de Portugal de 2 a 12 de Dezembro.

Realiza-se mais um curso de iniciação à prova de vinhos, promovido pela Associação dos Escanções de Portugal e ministrado por um grupo de profissionais. O curso, com um total de 16 horas, decorre no período pós-laboral, entre as 17:30h e as 19:30h, na sede da Associação. Já estão abertas as inscrições.

Associação dos Escanções de Portugal

Av. Almirante Reis, nº 58, R/c. dto. Lisboa – tel. 21 813 25 42

Depois é só escolher com toda a segurança e comodidade os vinhos que pretende na loja online do Estado Líquido e convidar os amigos e família para partilha do néctar e conhecimentos adquiridos...

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Gin Mare - Destilando a sua vida

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN , No comments

A base do gin Mare é a azeitona, tomilho, alecrim e manjericão, o chamado gin mediterrânico. Uma receita diferente que se realça principalmente quando usada como base em cocktails ou simplesmente com uma boa água tónica. É neste momento um Gin muito requisitado entre os apreciadores. Para quem ainda não teve o prazer de degustar, podemos confidenciar que este é um Gin que nada tem de convencional. Gin Mare - Destilando a sua vida...

Video Gin Mare...

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Saber mais sobre Água tónica - 3/4 do seu gin tónico é água, escolha bem

BY Estado Liquido - Wines & Spirits No comments

Água tónica é um refrigerante que originalmente continha apenas soda e quinina. A água tónica é feita com um pó branco extraído da casca da árvore de cinchona que é um sal (hidrocloreto de quinina) que dá o gosto amargo ao produto.

A água tónica, como conhecemos, surgiu na Índia, no período colonial do Império Britânico. Os ingleses levaram a fórmula para as fábricas de refrigerantes na Inglaterra, que foi patenteada no ano de 1858.

A água tónica é muito usada como uma bebida de mistura para coktails, especialmente os que são feitos com gin. A água tónica com adição de limão ou lima é conhecida como bitter lemon, "limão amargo" ou bitter lime, respectivamente.

Sendo o gin tónico composto por 3/4 de água tónica, convém esta ser de excelente qualidade. Neste sentido colocamos ao dispor várias águas tónicas para o seu gin ficar perfeito. Ver as águas tónicas -->



http://www.estadoliquido.pt/pt/garrafeira/list/menu/gins/categoria_id/H2/sf/Aguas%2BTonicashttp://www.estadoliquido.pt/pt/garrafeira/list/menu/gins/categoria_id/H2/sf/Aguas%2BTonicas                               http://www.estadoliquido.pt/pt/garrafeira/list/menu/gins/categoria_id/H2/sf/Aguas%2BTonicas

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Saiba como perfumar um copo de gin - Difusor Botanic

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN , 1 comment

Cada vez mais se tem popularizado o costume de usar difusores no Gin Tónico com diferentes tipos de essência ou extractos, para dar um toque diferenciador. Para responder a este desejo o Estado Líquido já disponibiliza o difusor de água Buda (ver aqui) se é uma pessoa que em cada nova degustação gosta de descobrir novos sabores, texturas, aromas, etc. Este difusor é ideal para si.

Mas o que é “A Mão de Buda”?
A Mão de Buda apresenta uma fragrância intensa, pele grossa e, totalmente diferente das variedades de cítricos que conhecemos, foge do amargo convencional. O fruto é produzido por uma árvore pequena cuja origem é do nordeste da China, no entanto, actualmente podemos encontrar o fruto em diversos lugares do mundo, especialmente nos de clima temperado (não se dá com temperaturas extremas).

Na Ásia, o fruto é muito utilizado para perfumar ambientes e possui fins medicinais como o combate a problemas de digestão pesada ou doenças leves respiratórias.

O nome mão de Buda vem da tradição budista de utilizar o fruto como oferenda nos templos.

E como sabe um gin ao utilizar este difusor?
Esta é a resposta que pedimos que partilhe connosco…