sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Ginja

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN , , No comments

Ginjas por apanhar em Óbidos

                                        A Fruta
A criação de licores à base de frutas remonta a tempos e locais ancestrais, onde estas eram tidas como medicinais ou na cura de diversos males. É difícil estabelecer com exactidão a origem do aparecimento da ginja. Contudo, pensa-se ser procedente da Ásia menor, das margens do Rio Cáspio, tendo sido gradualmente dispersa pelos países mediterrânicos através das rotas comerciais. Na Etnografia Portuguesa, José Leite Vasconcelos, refere que Plínio o velho (séc. I DC), famoso escritor romano, louva as ginjas da Lusitânia. Portugal tem, de facto, no Oeste, nomeadamente no concelho do Óbidos, graças ao seu particular microclima, as melhores ginjas silvestres da Europa.

O Licor
Também denominada por “Ginjinha de Óbidos”, o licor tem um forte sabor, intensamente perfumado com o agridoce das ginjas. De cor vermelho escuro, o licor apresenta duas variedades distintas: o licor simples e o licor com frutos no seu interior, por vezes aromatizado com baunilha ou um pau de canela. Acredita-se que a origem deste licor remonta ao séc. XVII, de receita conventual, da qual um frade tirou partido das grandes quantidades de fruto existentes na região, executando o refinamento do licor hoje conhecido. A fórmula foi gradualmente difundida, passando o licor a ser confeccionado a nível familiar por obidenses, orgulhosos de presentear ilustres hóspedes com a melhor das ginjas. Mais ou menos alcoólica, doce ou ácida.

Alguns Licores de ginja recomendados

 Licor de Ginja Frutobidos

Ao longo dos tempos, o Licor de Ginja de Óbidos tem sido motivo de convívio, alegria e inspiração para muitos apreciadores, que encontraram na Ginginha, e no seu paladar e aroma inconfundíveis, uma companhia perfeita para momentos de diversão rodeados de amigos ou momentos de relaxe no aconchego do lar.

Servir como Aperitivo ou Digestivo, para se desfrutar toda a elegância do licor, consumir entre 15º a 17ºC. Nas estações quentes recomenda-se servir fresco. Pode utilizar-se em cocktails e na gastronomia.
Conjunto de Licor de Ginja Mariquinhas comcopos de chocolate

Servir simples num cálice ou ballon de vidro como aperitivo ou digestivo. Também é excelente para cocktails ou utilizado para fins culinários. 

Deve consumir-se à temperatura compreendida entre 15º a 18º Celsius. No tempo quente recomenda-se servir fresco. Pode ser aplicado na gastronomia e em cocktails

Licor de Ginja Musa com chocolate

Atenta à crescente procura dos clientes pelos copos de chocolate com ginja que são vendidos em diversos eventos, como o Festival de Chocolate, Óbidos Vila Natal ou a Feira Medieval, a Frutóbidos entendeu por bem criar um Licor de Ginja especial que é misturado com o mais delicioso chocolate para criar uma combinação irresistível aos sentidos. “Musa” foi o nome escolhido para este novo Licor de Ginja e Chocolate que inspira já muitos consumidores e faz as delícias dos mais gulosos. De realçar que o Licor de Ginja com Chocolate é uma tradição na Vila de Óbidos desde o primeiro Festival do Chocolate, em 2002, altura em que o Jardim de Infância de Amoreira, através da sua educadora Graça Jordão, ganhou o 1º prémio do Concurso de Receitas de Chocolate e Ginjinha, precisamente com a ideia de misturar o delicioso Licor de Ginja e o doce chocolate, que se revelou, de imediato, um sucesso.


Feita através de fabrico artesanal, este licor apresenta uma elevada qualidade. Todos os ingredientes são seleccionados um por um, o que aliado a uma receita familiar, resulta numa bebida de sabor intenso, agradável e com um aroma muito requintado. Aqui apresenta-se numa bela garrafa com um design exclusivo.

Servir simples num cálice ou ballon de vidro como aperitivo ou digestivo. Também é excelente para cocktails ou utilizado para fins culinários. Deve consumir-se à temperatura compreendida entre 15º a 18º Celsius. No tempo quente recomenda-se servir fresco. Pode ser aplicado na gastronomia e em cocktails.






Em Alcobaça também se faz um licor de Ginja excepcional.

A Origem
O licor de Ginja M.S.R. é produzido em Alcobaça, por processo artesanal, exclusivamente a partir de ginjas frescas da melhor qualidade, da variedade Folha-no-pé, colhidas manualmente na região Oeste de Portugal, nomeadamente na área geográfica correspondente ás antigas terras Cistercienses, onde se encontram condições edafoclimáticas únicas, caracterizadas por um clima temperado e húmido devido á influência próxima do mar. De qualidade ímpar, reúne em si o saber, a tradição ancestral dos Monges de Cister e a qualidade excepcional dos frutos das regiões de Alcobaça e limítrofes. É absolutamente natural, sem corantes e conservantes artificiais.

De aroma e sabor intenso a ginja, cor rubi e toque aveludado, o licor de Ginja M.S.R. pode ser apreciado em qualquer momento. O final de uma boa refeição realça as suas qualidades digestivas.


Servir simples num cálice ou ballon de vidro como aperitivo ou digestivo. Também é excelente para cocktails ou utilizado para fins culinários. Deve consumir-se à temperatura compreendida entre 15º a 18º Celsius. No tempo quente recomenda-se servir fresco. Pode ser aplicado na gastronomia e em cocktails.

Estes licores de ginja e muitos outros podem ser adquiridos online em: www.estadoliquido.pt

0 comentários:

Enviar um comentário