sexta-feira, 28 de março de 2014

Tennessee Whisky - A controvérsia entre as destilarias

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN , No comments


A adopção de uma nova lei controversa que permite a reutilização de barris na produção de Tennessee whisky foi adiada para dar à indústria a oportunidade de expressar as suas opiniões. 

No Tennessee foi votado no dia 25 de Março para ser enviado um projecto de lei que regula os métodos de produção de "Tennessee whisky" a uma comissão de estudo já neste verão. A discussão sobre o assunto foi aumentando nas últimas semanas, desde que o grupo de bebidas britânico (Diageo) sugeriu a possibilidade de se poder usar barricas de carvalho americano, já utilizadas anteriormente para o Bourbon. 

Brown-Forman, produtor de "Tennessee Whisky Jack Daniel" no ano passado apoiou a introdução dos regulamentos de whisky do Tennessee, que, como o Bourbon, requeria que o whisky fosse feito a partir de pelo menos 51% de milho, envelhecido em novos barris de carvalho carbonizados numa prova de entrada de 62,5 %. 


Mas a lei também exige "Tennessee whisky" a ser produzido e amadurecido no interior do Estado e passam por um processo de filtragem de carvão - uma característica chave de Jack Daniel. A Diageo, que produz o seu próprio whisky Tennessee afirmou por George Dickel que a lei, tal como está "sufoca a concorrência", não permitindo que os destiladores mais pequenos possam experimentar com diferentes barricas usadas. Acrescentou ainda que "a micro destilaria, produtos inovadores e novas gerações de destiladores só beneficia o mercado".


Vamos ver no que vai dar...

in.spiritsbussines

0 comentários:

Enviar um comentário