quarta-feira, 7 de maio de 2014

Vinho, Quintas e Herdades - Herdade da Malhadinha Nova

BY Estado Liquido - Wines & Spirits IN No comments


Esta semana recomendamos a visita à Herdade da Malhadinha Nova, fique a conhecer melhor a história e os magníficos vinhos que são produzidos nesta Herdade e degustados em todo o Mundo.

Como é normal, a visita começa na sua garrafeira preferida Estado Liquido - Wines & Spirits onde tem à sua disposição um atendimento pessoal, personalizado, prestado por profissionais experientes, que lhe fornecem o apoio na escolha dos produtos mais indicados para si, entre as mais de 2.500 referências disponíveis num espaço com mais de 1.200 m2.

De seguida, partimos para a Herdade.


História 
A Malhadinha Nova é uma típica herdade familiar alentejana, situada em Albernoa, no coração do Baixo Alentejo. Desde 1998, a paixão e empenho da família levaram à transformação de terras há muito abandonadas em solos capazes de dar vida a produtos genuinamente alentejanos e de elevada qualidade, dedicando-se à produção de vinhos de elevada qualidade e à criação de animais de raça autóctones em total harmonia com a Natureza e rigoroso regime de proteção com denominação de origem protegida (DOP). 

Vinha 
As perfeitas condições climatéricas do Alentejo, os solos xistosos e as suaves encostas bem drenadas da propriedade, as castas criteriosamente selecionadas (Touriga Nacional, Aragonêz, Trincadeira, Alicante Bouschet, Syrah, Cabernet Sauvignon, Tinta Miúda para os tintos e Arinto, Roupeiro, Antão Vaz, Chardonnay, Alvarinho, Verdelho e Viognier para os brancos) formam o Terroir da Malhadinha Nova com condições únicas para a produção de vinhos com carácter próprio e de grande qualidade. 

Conceito 
A Adega da Malhadinha Nova tradicional e sofisticada, reúne um conjunto de características únicas, favoráveis à obtenção de vinhos distintos e da mais elevada qualidade. Situada a escassos metros da vinha, a adega aproveita a inclinação do terreno, permitindo que todo o processo de vinificação se faça por gravidade. A uva é rececionada em pequenas caixas de 12kg e descarregada diretamente para os modernos lagares refrigerados, onde a pisa a pé conjuga na perfeição métodos tradicionais de vinificação e utilização de tecnologia por forma a obter da uva todo o potencial que a Natureza lhe deu na vinha. A cave de barricas, escavada na encosta a vários metros de profundidade, confere ao vinho excelentes condições para o envelhecimento. 

Vinhos
Alguns dos muitos excelentes vinhos



Malhadinha Branco
Castas 
Arinto - 65% Viognier - 20% Chardonnay - 15% 
13.5% Vol.

Vinificação
Colheita manual às primeiras horas do dia para caixas de 12kg. Após selecção e triagem rigorosas as uvas foram desengaçadas e suavemente prensadas. Fermentação e posterior estágio de 8 meses em barricas de carvalho francês na presença das borras finas. 

Côr dourada brilhante com laivos esverdeados. Nariz sedutor e complexo. Notas de fruta e florais com a barrica bem integrada. Na boca é elegante e fresco apesar da boa estrutura.

Final persistente e mineral.



Syrah da Peceguina 
Um Syrah maciço proveniente de uma vinha com 27 hectares em solo Xistoso. 

Uvas colhidas manualmente para caixas de 12kg e criteriosamente seleccionadas na mesa de escolha. A fermentação ocorreu em lagar a temperatura controlada com várias pisas durante todo o processo. 

Estágio de 12 meses em barricas novas de carvalho francês. 

Teor Álcool: 15,5% 
Acidez Total: 5.8 g/l em ácido tartárico pH: 3.51

Um vinho impetuoso, viril e carnudo, deleita-nos com o seu fruto maduro e impressiona com o seu corpo.

Pequeno João 
Castas
Touriga Nacional (50%), Alicante Bouschet (25&) e Syrah (25%). 
15%Vol.

Vinificação
Uvas manualmente colhidas para caixas de 12kg e criteriosamente seleccionadas na mesa de escolha. A fermentação ocorreu em lagar a temperatura controlada com várias pisas durante todo o processo. Estágio de 12 meses em barricas novas de carvalho francês. 

O pequeno João apresenta uma cor grená, opaca com laivos violáceos. Nariz elegante e um pouco austero, onde tanto a fruta como a barrica dialogam num registo aristocrático, num pacto de não agressão. Na boa é um vinho longo que se mastiga sem perder a elegância. Aqui a fruta aparece em primeiro lugar com a madeira a ampará-la sem a ofuscar. A concentração é equilibrada pela excelente acidez. A estrutura tânica do Pequeno João faz dele um vinho com grande potencial de envelhecimento.


Malhadinha Colheita Tardia
Castas
Petit Manseng 100%. 
13% Vol.

Vinificação
As uvas foram colhidas manualmente nos primeiros dias de Novembro e criteriosamente seleccionadas na mesa de escolha. O mosto foi inoculado com leveduras seleccionadas e a longa fermentação a baixas temperaturas foi interrompida por forma a manter um adequado nível de açúcar residual, seguindo-se um estágio de 12 meses em barricas de carvalho francês. 

Nariz fresco e complexo. Notas de alperce, citrinos e folhas de chá com a madeira presente mas bem integrada. Na boca é rico sem ser pesado, a doçura é equilibrada pela acidez cortante, final longo com nuances de frutos secos.

Ver todos os vinhos " Peceguina - Clique Aqui "   //   Ver todos os vinhos " Malhadinha - Clique Aqui "



0 comentários:

Enviar um comentário